Daily Archives: 1 de setembro de 2017

 Fake news são um problema da sociedade, ou melhor as noticias falsas são uma grande arma politica na internet.

 

FOCA NA IMPRENSA
Tema: “A proliferação de notícias falsas abre espaço para agências de verificação. Veículos de imprensa passaram a apostar em equipes de fact-checking próprias para combater quantidade de fake news existente na internet. Negar a existência de um boato é dever do jornalismo?”
AUTORA: Camila Mirella da Silva Carvalho
“Fake news são um problema da sociedade”

As fake news (notícias falsas) não é um problema apenas do jornalismo, mas de toda sociedade. Até o Facebook já declarou guerra contra elas. Isso porque boa parte dessas informações imprecisas são disseminadas nas redes sociais. O jornalista tem a responsabilidade de combater notícias falsas. Está no artigo quarto do código de ética dos jornalistas, onde lê-se: “O compromisso fundamental do jornalista é com a verdade no relato dos fatos”. Isso significa que além de divulgar apenas o que é verdadeiro o profissional também deve combater a proliferação de boatos que na maioria das vezes são sobre temas de interesse público, o que requer ainda mais dedicação no esclarecimento da verdade.

Até o Papa Francisco já foi vítima das fake news e declarou: “a desinformação é provavelmente o maior pecado que um meio de comunicação pode cometer, porque dirige a opinião pública a uma direção única e omite parte da verdade”. Isso significa que um meio de comunicação deve informar sempre a verdade do que está acontecendo para que não haja espaço para as fake news. As fake news são notícias falsas com um alto teor de sensacionalismo, seus criadores tem apenas um objetivo: cliques. Quanto mais cliques em um site de notícias, mais publicidade esse site vai conseguir e consequentemente obterá dinheiro também.
Com isso, a checagem nunca foi tão importante, é um dos métodos mais importantes no jornalismo. Sem uma boa checagem o jornalista corre risco de publicar algo impreciso, exagerado, contraditório e até mesmo falso. Assim, é fundamental que essa etapa da apuração da notícia seja feita de forma minuciosa para que possíveis erros sejam sanados. Pesquisar, investigar a fonte da informação, ir a campo, buscar por dados oficiais para que a notícia seja clara, precisa e sobretudo verdadeira.
Esse método de checagem abriu espaço para uma nova área do jornalismo, o fact-checking (checagem de dados). O fact – checking é um trabalho minucioso que tem como objetivo checar a veracidade ou não de uma determinada declaração. É uma ferramenta para combater as notícias falsas. Alguns meios de comunicação brasileiros já apostaram em uma plataforma própria e exclusiva de fact – checking. Uma dessas instituições foi o jornal carioca, O Globo, que deu espaço para o blog Preto no Branco que surgiu em 2014 para checar as declarações dos candidatos à presidência naquela época.
A checagem detalhada das informação se faz cada vez mais necessária, devido a disseminação de tantas notícias em diferentes plataformas. Desta forma é imprescindível a criação de agencias ou plataformas próprias e também contratação de terceiras para que os jornalistas dos meios de comunicação brasileiros possam checar e re-checar a informação, ir ás ruas, e fazer um bom jornalismo negando as fake news e mostrando sempre a verdade.

Ipiaú: A cobrança de uma taxa para quem não ligar o esgoto.

IPIAÚ: COBRANÇA DE TAXA PARA QUEM NÃO LIGAR ESGOTO.

Ligação do interior da casa ou prédio à caixa de inspeção existente no passeio. Foto: Plural IpiaúMoradores de Ipiaú que não fizerem a ligação à rede de esgoto disponibilizada pela Companhia EMBASA ( Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.) poderão ter que pagar mais uma taxa pela omissão.

Uma notificação foi entregue nas residências no mês de junho deste ano informando que o proprietário do imóvel, com orientação da EMBASA, é responsável pela ligação do interior da casa ou prédio à caixa de inspeção existente no passeio.  Quem ainda não fez a ligação pode ser cobrado a partir de setembro. O acréscimo na conta, chamado de tarifa de disponibilidade virou lei em fevereiro do ano passado, mas só agora a Agência de Regulação de Serviços Públicos (Arsp) está finalizando a regulamentação que deve definir os valores e cálculos.

Notificação foi entregue nas residências no mês de junho deste ano informando que o proprietário do imóvel, com orientação da EMBASA, é responsável pela ligação do esgoto. Foto: Plural Ipiaú

Na nota ainda informa que de acordo com a LEI nº 7.307/98, onde houver rede pública coletora de esgoto, é obrigatório a interligação de todos os imóveis, no prazo de 90 (noventa) dias, a contar da data de recebimento do comunicado, que foi entregue no mês de junho deste ano. Decorrido este prazo, a EMBASA fará uma inspeção e, mesmo que o imóvel ainda não esteja ligado à rede, será iniciada a cobrança da tarifa de esgoto como determina a lei, sendo a irregularidade comunicada ao órgão ambiental responsável para a aplicação das penalidades previstas na lei entre as quais, a suspensão do abastecimento de água.

A reportagem do Jornal  Plural Ipiaú percorreu em diversos imóveis pela cidade, ambos bairros e até o momento os moradores não estão cientes do comunicado.

Roberto Vicente Ferreira, residente do Bairro Euclides Neto, contou a nossa reportagem que fez a ligação no mês passado, e teve que pagar para um encanador particular para fazer a interligação. Segundo Roberto, ele gastou uma quantia de R$40,00 (quarenta reais).

Governador
Sistema de esgotamento sanitário foi inaugurado em fevereiro deste ano pelo Governador Rui Costa.

Entenda como será a Cobrança

Conta de água

Se aprovada, a taxa de disponibilidade de serviço de rede de esgoto virá discriminada na conta de água, que já traz a taxa de esgoto.

Cálculo

Convencionou-se desde 2011 que o valor da taxa de esgoto é de 80% do consumo de água.

Quem paga

Só pagará a nova taxa quem já possui rede de recolhimento de esgoto disponível para sua residência, mas que não fez a ligação a ela.

Quem não paga

Os moradores que não possuem rede disponível em seus bairros ou os que possuem e já fizeram a ligação não terão que pagar.

(Plural Ipiaú)

Cobrança da taxa de esgoto é ilegal

JORNAL A TARDE